SE TE AUSENTARES DAQUI


SE TE AUSENTARES DAQUI


Não haverá lua na vastidão da noite
para luarizar o amor que me foi prometido
e por nós esculpido
sobre o linho alvo desse leito

se te ausentares daqui...

Não se agitará as cortinas de voil
à passagem alvissareira da brisa
em corcel airado, apressada a nos saudar

Se daqui não te lembrares...

Descreio até, de haver para hoje estrelas
de mel e prata de enfeitar o manto escuro do céu
se em ti houver o esquecimento de alguém
fatigada de esperar...

Não haverá festa do sol na manhã orvalhada
do amanhã, e creio certo
ficará guardada indefinidamente 
nas dobras acetinadas
de muitas madrugadas...


Maria Lucia (Centelha Luminosa).



Comentários