DEPOIS DO AMOR


Instigante esse seu jeito de amar
depois, vem o desapego
no olhar eminente partida
por que a palavra é vã
onde o silêncio impera...


mas ai!...
pudesse lhe amar de novo
o cheiro bom do amor
eu lhe daria em dobro
e o reteria aqui por perto
nessa manhã que não traz
a eiva dos dias...



como das outras vezes
depois do amor
desaparece por destino incerto
em sua fantasia de quimera
quedo-me em quietude
ávida de nova espera...


Maria Lucia (Centelha Luminosa)