Por aqui

terça-feira, 28 de outubro de 2014

MINHA HISTÓRIA


MINHA HISTÓRIA


...e vou contando a minha história.
Inteira de intensidades, pouca emoção
é bobagem...
É uma história mal contada 
nas entrelinhas
meus segredos
condenação ou absolvição
quem responde é o enredo.
Não conto pra onde vou nem de onde venho
vocação pra saudosismo decididamente
eu não tenho!
Não registro nenhuma sequela
omito a introdução e a conclusão
nenhuma dedicatória...
Entre as alegrias e as tristezas vão paixões
embutidos nelas
Céus nublados ou ensolarados
ventania,correntezas e muita chuva
a derramar-se dos olhos dela...

Maria Lucia (Centelha Luminosa)