Por aqui

domingo, 13 de janeiro de 2013

CEREJA MADURA



Colho cerejas maduras
nos lábios maduros do amor
e, saboreio seu doce néctar
ao alçar vôo pelo céu profundo
da imensa boca que me devora
fico em suspenso
sobre o momento vermelho fogo
desse dia que me entardece
até fartar-me do gozo
que vou colher
no corpo de quem me oferece
um cerejeira de amor ao anoitecer...

Maria Lucia (Centelha Luminosa)