FRÊMITO




Tens agora a emergir nas águas rasas
dos teus olhos uma saudade
de uma paixão inesquecida
entornada em teu corpo
à exaustão naqueles dias
única prioridade tua, então...


Tanto jurou!...(quanta insensatez!)
que não cometerias tal tortura
outra vez
de abrigar o passado
sob o próprio teto
como se lembranças reprimidas 
bastassem
pra embalsamar afetos...


Paixão em que se mergulha
na mais estúrdia inconseqüência
entorpece feito vinho degustado
num só gole até o final
do ato
é lascívia que não se esquece!


(Ah!... Tens razão pra essa saudade!)

Paixão e saudade somadas
é coisa que não se explica 

e o que fica?

onda revolta
que arregaça a vida
frêmito que detona o peito
súbito que vem à tona
imagem latente
feito enchente
que tu já conheces tanto
e por mais que tentes
ela não se dissipa 
em teu pranto...

Maria Lucia (Centelha Luminosa)





Comentários

  1. (Ah!... Tens razão pra essa saudade!)

    Paixão e saudade somadas
    é coisa que não se explica

    e o que fica?

    ResponderExcluir
  2. Lu, querida.

    Tudo bem? Melhorou?

    Esse seu texto me desacomodou, como você sempre ussou, pois venho dando adeus a saudade e me distanciando da paixão. Deve ser porque não vejo águas rasas, mas apenas as turvas. Talvez seja o momento de um mergulho, com a confinça de nadar junto a tubarões sem presas.

    Boa semana e mande notícias.

    Beijos e saudades.

    ResponderExcluir
  3. Amiga Maria Lucia, vim aqui degustar o vinho do teu poema. Um abraço. Tenhas uma linda noite.

    ResponderExcluir
  4. Olá!Bom dia!
    Minha querida amiga e parceira, Maria Lucia Centelha...
    O seu poema é intenso e devorador de emoções... como sempre...e para não ficar só nisso...deixo -lhe...
    ...nesta paixão que se desfaz nas minhas mãos
    sinto este frêmito no meu peito arfando,nesta busca árida
    e triste,que não me sei ver
    nesta luz da madrugada,de pé sorvendo esse vinho
    contemplo ao longe,as ondas erguidos até aos céus
    beijados pelo vento frio norte,que me recorda
    a sua presença... da saudades,de tudo aquilo que não se vive mais...
    As vezes, é isso, que acontece...
    Obrigado pelo carinho dedicado à mim e ao meu blog!
    Boa semana!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Lu,

    Como se sente? A "minina" não pode ficar murchinha, porque não temos muita gente escrevendo, com frémito, na esfera dos blogs, tá?

    Quase todos os seus poemas, na minha opinião, são melhores e mais você, do que o postado no "Prosas Poéticas". Estava com receio de brilhar, de sobressair, era isso? Só nos dizem as verdades, os verdadeiros amigos.

    Esse fala de paixão, saudade, e tanta amargura e lembrança nesse seu peito.

    SE RECORDAR É VIVER, VIVER É MELHOR QUE RECORDAR.

    Você escreve, gramaticalmente falando, quase de forma perfeita, conhece bem as letras com as quais forma as palavras tão impregnadas de sentimentos.

    Não estou te bajulando, porque nem você precisa, nem eu o sei fazer, como já entendeu.

    Não faço a mínima ideia, juro (que Deus me perdõe a mentira) que espécie de vontades, despertam em você meus poemas, Não sei, mesmo.
    Como sei que VOCÊ é de origem vulcânica, tem de me dizer quais as vontades, desejos, pra "acelerarmos o processo".
    E quem sabe se, algum blogueiro ao ler a expressão de suas vontades, não irá "de encontro", a elas, COM GANAS?

    E depois, Maria Lúcia, eu, em Portugal, quero ouvir gemidos, murmúrios, risos, sussurros e tudo o que vocês quiserem emitir, fazendo amor.

    Obrigada por me ter visitado e comentado. Meu poema é bem morninho para o meu gosto, mas houve gente, que adorou. Há que contentar todo o mundo, né?

    No fim de semana próximo, pode ser que haja algum "tsunami", pode ser.

    Boa semana, querida.
    Beijos da Luz, com afeto e sinceridade.

    ResponderExcluir
  6. Oii amiga, que bom vir aki novamente depois de ter dado uma pausinha me deleitar com tão belo poema, o amor seus encantos e algemas invisíveis! Adorei! Bjoooosss

    ResponderExcluir
  7. O poema é belo onde a saudade não faz esquecer o amor.
    Abração.

    ResponderExcluir
  8. Olá amiga, como estas? Espero que já esteja recuperada. É muito bom ver você novamente encantando com seus poemas. A saudade muitas vezes machuca,fica martelando sempre, as vezes nos distraímos para que a dor amenize um pouquinho, mas logo ela retorna, esta já fez morada em meu peito, o jeito é conviver com este sentimento torcendo para que ela logo seja apenas uma lembrança.
    Lindo poema.
    Te desejo muita saúde e dias maravilhosos como você.
    Beijinhos milll

    ResponderExcluir
  9. OI MARIA LUCIA!
    QUE TEXTO!!!
    ESTÁ MARAVILHOSO, DE MUITO SENTIMENTO,
    A DERRAMAR-SE...
    TE AGRADEÇO PELA VISITA, POIS APESAR DE ESTARES "DODÓI" VIESTES AO "SÓ PRA DIZER", O QUE MUITO ME ALEGRA.
    ABRÇS
    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderExcluir
  10. La saudade es desesperante, pero no hace desaparecer esa Pasión por un Amor único.
    Precioso Poema.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir

  11. Olá querida,

    Está melhor?
    O poema é lindo, vibrante e envolvente. Sua inspiração está a mil. Adorei.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  12. Olá! Entrei para conhecer teu blog, achei fantástico, parabéns!! Já estou segindo. Convido você aconhecer o meu, se gostar participe, será um prazer te ver lá. Bjuss uma noite abençoada.

    ResponderExcluir
  13. Que poema lindo... Parabéns, cara amiga! Tens criatividade invejável!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  14. Só alguem apaixonado pode deixar tão belo poema.
    Andei perdido nas palavras mas encontrei-me na emoção dos sentimentos.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  15. Oi Lu
    Acho que já está melhor, e espero que tenha aproveitado bem o feriado. Que lindo poema, um pouco triste na minha opinião, mas ainda assim uma obra de arte. Vc é uma das minhas poetisas preferidas!
    Obrigada pelo carinho no meu blog, confesso que fiquei emocionada com tuas palavras e muito mesmo, vc é maravilhosa!
    Adoro vc! Bjão. Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  16. Olá Lú.

    Profundos versos. Saudade e paixão, presente e passado nesse transitar atemporal de sentires e pensares, redemoinho das emoções.

    Um abração, saúde e inspiração.

    ResponderExcluir
  17. Querida Centelha

    Pelo poema tão intenso e maravilhoso já sei que está se recuperando.
    Obrigada pela visita, querida amiga.
    Fico feliz em ver você sempre por perto.

    Que esta centelha fique sempre iluminando nossa amizade.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  18. Minha querida

    Há recordações que não se apagam e mágoas que não se esquecem, amores que ficarão para sempre na nossa alma e por mais tempo que passe, não vão com ele.
    Sempre intensos os teus poemas.
    Espero que estejas melhor.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  19. Belo sentir e versos muitos profundos!
    Abraço

    ResponderExcluir
  20. Olá Maria Lucia,
    Perdoe-me por usar esse espaço para me comunicar, sei que não devia fazê-lo, porém, estou querendo lhe enviar um e-mail com anexo e, lamentavelmente, não entendo por que, o endereço que tenho e o que copiei do seu blog, dá como não válido. Poderias, por favor, informar o correto? Obrigado!

    ResponderExcluir
  21. Estou homenageando a pequena Sarah, que esta completando o seu primeiro aniversário hoje. Entrando em meu site, clique em Aniversários e veja a pequena homenagem feita por mim e oela amiga Nadjinha. Depois clique em Felicitações e deixe uma mensagem. obrigado. Dado e Nadja. (span)

    ResponderExcluir
  22. Amiga querida! Está melhor?... Tuas poesias são sempre lindas e expressivas, esta também... Só me pareceu bastante triste.... Que o amor renovador e a Paz de Jesus Cristo
    habitem nossos corações sempre!
    Abençoado fim de semana!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Bom dia Lú!

    Tenho um prêmio para você em: http://www.aponarte.com.br/2012/10/premio-dardos.html

    Um abração e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  24. Minha queridaaaaaa, descobri pelo Chris que hoje(20) é dia do poeta... e ao entrar aqui para lhe parabenizar me deparo com essas lindas palavras. Você, como sempre, faz com que eu saia daqui com os olhos brilhando. PArabéns pelo seu dia, minha linda e querida poetisa!!!

    bjks JoicySorciere => CLIQUE => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  25. Olá cara amiga,
    Além dos meus parabéns pelo belíssimo poema, quero dizer-lhe que muito me honra saber que apreciaste a singela homenagem que lhe dediquei, pois, sem nenhuma dúvida, sua participação, além de encantar, abrilhantou o evento.
    Beijos minha cara amiga, fiquei em paz e tenhas uma semana maravilhosa...

    ResponderExcluir
  26. Oi Lu, querida!

    Pra vir aqui, não poso vir de qualquer maneira.
    A "casa" está sempre em renovação, novo cabeçalho, verdade? a "proprietária" é um luxo de pessoa. Nossa!
    Já sei que está bem, porque me tenho encontrado com você, por aí, nas tertúlias "palacianas".

    Lhe desejo uma semana de paz e alegria e com um pouco de "vulcanismo".
    Aguardo novo post seu, porque o meu, já está no "Luzes e Luares".
    Preciso de sua carinha, lá. De acordo?

    Beijos da Luz, com carinho.

    ResponderExcluir
  27. Minha querida lu
    amiga como esta o seu pé? já esta melhor?
    Parabéns vc como sempre com a poesia na sua alma.
    Venho aqui te fazer uma visitinha .Preciso ficar um pouco afastada pois minha filha fez uma cirurgia e vc sabe mãe tem que cuidar de seus filhos né.Uma feliz semana para vc. Com carinho.
    Ana

    ResponderExcluir
  28. .


    que coisa linda, moça.
    Adorei o que vi e li,
    esteja certa.

    beijos,

    silvioafonso






    .

    ResponderExcluir
  29. Voltei a ler. Valeu a pena.
    Um beijo

    ResponderExcluir
  30. Olá, Maria Lúcia.
    Ainda bem que não temos como controlar nossos sentimentos, pois se o fizéssemos, não seríamos humanos.
    Belíssimo poema; espero que estejas conseguindo te recuperar.
    Abraço, Maria Lúcia.

    ResponderExcluir
  31. Que lindo Maria Lúcia!
    Você tem a arte de pintar seus poemas com tintas suaves, com tintas fortes, com levez e profundidade.
    Um tantinho triste, mas de uma beleza irretocável, minha querida poetisa.
    Amo seu jeito de pintar e tecer as letras...beijos no coração.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua presença e comentários
são PRECIOSOS pra mim!
Obrigada!

BJossss