A Minha Dor





Trago o corpo alquebrado
combalida que estou
marcada por lesões
e alguma dor
gemidos por fora
aguilhão reparador...


Por dentro, em cada canto
uma lágrima contida
soluço sustado
no peito quebrado


Uma cantilena
acena o bem
do amigo que me vem
eu repouso os meus pedaços
o meu cansaço
no terno abraço.


Enleada à dor
uma lágrima silenciosa
pede alforria
aos céus
pelo menos por um dia...


Driblo o queixume que fustiga
a paciência amiga
e, entrego-me ao riso trapaceiro
por que o meu rosário de lamúrias
eu o rezo
nas noites de silêncio
na maciez do travesseiro.


Maria Lucia (Centelha Luminosa)





Comentários

  1. Olá!Bom dia!
    Maria Lucia Centelha...
    ...minha grande amiga e parceira!
    Partilhar a dor é dividi-la e assim ela fica mais leve. Muitas vezes uma simples presença é suficiente.Te amo e sou seu amigo.A sua dor também é minha.
    Bom final de semana!
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Quando rezamos somos grandes demais porque encontramos o Grande Amigo - JESUS.
    Nele repousamos os nossos pedaços e encontramos forças para nos recompormos continuando a nossa caminhada.

    ResponderExcluir
  3. Lindo abraço de almas numa poesia maravilhosa! abraços

    ResponderExcluir
  4. Que lindo, Lu!!!! O melhor de tudo é saber que podemos contar com alguém, no momento de dor... mas, também precisamos estar abertos para dividir o que nos aflige. Muitos acabam sofrendo em dobro, pois não demonstram seu sofrimento e acabam por ficar sozinhos neste momento.
    Bela poesia!!

    bjks

    ResponderExcluir
  5. Dividir a dor e sofrimento com amigos, deixa mais leve...beijos,chica

    ResponderExcluir
  6. Tocante sentimento. Mostra um ser humano transparente diante das aflições da vida de todos nós! Fique bem.
    Bj. Célia.

    ResponderExcluir
  7. Lu, a dor por mais que tentemos escondê-la ela transparece no olhar.
    O travesseiro com uma boa oração pode apaziguá-la.
    Bjoks

    ResponderExcluir
  8. Olá anjinha linda.
    Emocionei-me e não tive como conter as lagrimas, é tão ruim estar assim amiga, entendo sua dor. Mas olha não se entregue a ela não, esteja certa que seus amigos, pessoas que te amam estão em sintonia com você.
    Estou passando por momentos assim, dias difíceis e sem expectativas. Mas vamos lá confiança que não irá durar para sempre.
    Vem para cá aqui tem sol e radiante, todos os dias.
    Fica com Deus te protegendo sempre,
    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  9. Ops esqueci de dizer,além do sol muita gente para te fazer rir muito e muita festa.beijinhos.

    ResponderExcluir
  10. Luzinha,

    Estou contigo na dor e na alegria. Você é um talento, sempre.

    Saudades de você!

    Volta logo!

    Beijosssssssssss

    ResponderExcluir
  11. OI TUDO BEM !!
    OI ADOREI SEU BLOG JÁ ESTOU SEGUINDO PODERIA POR GENTILEZA SEGUIR O MEU TAMBÉM , E CLICAR NO G+ . MEU BLOG É :- http://brechodosul.blogspot.com.br , VAI DAR UMA OLHADINHA SERÁ UM PRAZER EM RECEBER

    OBRIGADA AGUARDO SUA GENTILEZA

    MARCIA REGINA - DESCULPE-ME A LETRA GRANDE MAS SOU DEFICIENTE ESPECIAL

    ResponderExcluir
  12. Olá Lu, querida amiga, bom dia!
    Hoje, já com saudade, publiquei o encerramento do Prosas Poéticas registrando, de público, a minha opinião e meu agradecimento a todos os participantes do evento. Se puderes, dê uma olhada.
    De qualquer forma, já que estou por aqui, queria aceitar meu agradecimento por sua participação, que, além de dignificante e honrosa, foi brilhante. Saibas também de que não foi só lisonja que a mim causaste, – foi muito além; senti júbilo por ter tido a felicidade e a oportunidade de divulgar sua admirável criação...
    Beijos e até mais!

    ResponderExcluir
  13. .


    Alto bonito e sensual.
    O que faria uma Jovem
    solteira e cheia de sonhos
    se esse sujeito a quisesse
    como mulher?

    Veja na postagem de ama-
    nhã, domingo, no meu blog.

    Um beijão do,

    Palhaço Poeta






    .

    ResponderExcluir
  14. Belas postagens. Verdadeiras e puras páginas culturais. Eu adoro comidas de milho. Fui criado no mungunzá, cuscuz e pamonha...Parabéns pelo blog

    ResponderExcluir
  15. Oi Lu Maravilhosa
    Mesmo com as dores que vc está sentindo, ainda saem palavras tão lindas, em forma de poesia. Adorei! Obrigada pelo carinho e pelas palavras carinhosas comigo também amiga.
    Bjão. Fique com Deus. Melhoras!

    ResponderExcluir
  16. Olá Lu, querida!

    O seu "doidói" já passou?
    Recomeçou o seu vulcanismo literário com um poema de dor, já reparou?
    É apenas seu "eu-lírico", falando, né? Quero crer que sim.
    Seu poema é uma carta aberta a quem a lê. Olhando suas fotos, se vê, quanta ternura e carinho tem, aida, para dar.
    O amor, um dia, vai lhe recompensar e "por morrer uma andorinha/colibri não acaba a Primavera".

    SONHE E BEIJE NO TRAVESSEIRO, SEU PRÍNCIPE ENCANTADO, QUE ESTÁ CHEGANDO.

    Estive sem postar algumas semanas, mas por motivos profissionais. Agora há novas postagens nos meus dois blogs. Se pretender, terei muito gosto na sua visita.

    afetos e cumplicidades
    luzes e luares

    Bom Domingo e bom ato eleitoral.

    Beijos da Luz, com ternura.

    ResponderExcluir
  17. ¡¡¡Gracias Mil!!! Por tan bello y cariñoso comentario efectuado en mi Poesía "Artesano de Pasos" en Prosas Poéticas de nuestro Amigo "Vendedor de Iluaso"
    Me gustaría convertirme en Seguidor de tu blog, si no te importa. Un Espacio lleno de Magia, Sentimiento y Sensaciones.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  18. Olá Lu!

    Não sabia que estavas doente. O que tens, amiga?
    Espero que não seja nada de grave e que melhores rapidamente.
    Gosto do teu poema. É muito lindo, mas minha amiga penso que a dor é uma forma das formas de inconscientes manifestadas pelo nosso corpo para nos perdoemos e perdoemos aqueles que nos magoam.

    As melhoras e Parabéns por participares da revista de poesia Ártemis Poética. Isto é excelente, amiga.

    Beijinhos,

    Cris Henriques

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Olá Maria Lúcia querida!
    Desejo que esteja melhor e sem dor alguma.
    Que Deus a proteja minha linda amiga.
    Poema lindo e profunda reflexão...beijinhos doce amiga e tudo de bom para você.

    ResponderExcluir
  20. Lu minha querida,
    Que poema sofrido, não pude deixar de identificar nele meu momento, em mim não apenas uma lágrima pede alforria, mas todas elas andam clamando por uma trégua. Você me tocou a alma com teus versos.. amei de coração. Teu talento é maravilhoso minha linda! Gr. Bj.!

    p.s.: No Palavras o bom gosto de sempre! Aguardo a abertura para os seguidores para estar por lá tb!

    ResponderExcluir
  21. Olá!Boa noite, ops bom dia!
    Maria Lucia Centelha, minha amiga!
    Já que comentei acima...
    ....ser certo é ser errado ou o contrário?
    antônimos se contradizem e ao mesmo tempo se complementam.
    é irritadiço tentar entender a natureza humana.
    As vezes eu mesmo penso que estou inventando,
    só sei que estou cansadinho
    A verdade é que eu estou aqui...
    para agradecer a visita carinhosa e desejar uma ótima semana!Paz e luz!
    Beijos
    fui...

    ResponderExcluir
  22. Oi Lu, querida!

    Muito pede esse homem...!!! Mas comentar o post dos outros ele não comenta, não. Só pede. Nossa! Palhaçada!

    Obrigada pelo fabuloso comentário que você deixou no Luzes e Luares.
    Me pergunta você onde vou eu buscar tanta imaginação? Posso remeter para você a mesma pergunta?
    Conheço bem Marrocos, desde Ceuta até Agadir, é um dos meus países de eleição.

    Fico "apaixonada" com a liberdade e lisura de espírito de seus comentários. Me refiro ao que deixou na Luciana "cotidiano" e... não lembro o outro.
    E hablas muy bien espanol? Sei e leio tudo, vê?

    És uma força da natureza, de origem vulcânica, como te tenho sempre dito.

    Em Lisboa, está chovendo, e dizem que a chuva é inspiradora, mas nem assim consigo ter inspiração pra escrever, algo. Quero postar no fim de semana, e não tenho ideias.

    Bem, vamos ver.

    Resto de boa semana.
    Beijos da Luz, com apreço.

    PS: estás tão linda na foto, que está na lateral direita de seu blog, de flor no cabelo...!!!

    ResponderExcluir

  23. Minha querida,

    Que poema doído!
    Espero que você se recupere logo.
    Há momentos difíceis, mas tudo passará, se Deus quiser.
    Estou torcendo por você.
    Adorei esta sua foto mandando beijos.

    Beijão.

    ResponderExcluir
  24. Minha querida

    Um poema dorido, que não tenho palavras para comentar porque sei de que falam os silêncios.

    Deixo apenas um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  25. Lu

    Um poema triste mas lindo.
    Me identifiquei ao ler. Estou passando
    por uma fase triste também. Uma cunhada com doença grave prestes a se submeter a uma cirurgia.
    E este poema está me servindo de alento.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  26. Lu, é complicado falar de dor. Sei que muitos "defendem" que "a dor da alma" seja muito pior e eu discordo totalmente, pois a "dor da alma" é muito mais fácil de driblar, conseguimos sair do foco dela e quanto a dor física? É quase impossível manter o foco em outras coisas acometido por uma dor física, ela está sempre ali, torturando, latejando, até chegar o tempo em que traz consigo a dor da alma. E então são duas dores para "administrar".
    Sei que dividi-la pode parecer que melhore, mas penso que isto funcione mais com a dor da alma (veja bem, até nisto ela tem suas vantagens) porque a física, só quem a tem pode sentir sua intensidade e ninguém pode aliviar. É um fato.
    Fiquei pensando no que a Cris escreveu... Será que pessoas auto-destrutivas ou que não saibam perdoar acabam por "acionar" o botão da dor física também? A de alma é comprovada...
    Desejo, de verdade, as sinceras melhoras e que tenha forças para lutar.
    Até mais Lu...minosa

    ResponderExcluir
  27. Senti, como se fossem meus, cada verso deste belo poema.
    Tanta amargura, tantos queixumes diluídos no doce sabor da poesia.
    Obrigado por este momento.

    ResponderExcluir
  28. Deixando meu beijinho e desejos que tudo esteja bem. Vim trazer meu carinho também. Beijinhos enormes.

    ResponderExcluir
  29. Deixando meu beijinho e desejos que tudo esteja bem. Vim trazer meu carinho também. Beijinhos enormes.

    ResponderExcluir
  30. Olá, Maria Lucia.
    Como eu nunca passei por um episódio de dor crônica antes, não tenho como saber o que estás sentindo, só posso supor que isso não seja nada fácil de suportar.
    Só posso te desejar melhoras, e que voltes à normalidade logo, já que a tristeza não faz parte de ti.
    Abraço e bom final de semana pra ti, Maria Lucia.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua presença e comentários
são PRECIOSOS pra mim!
Obrigada!

BJossss