O Inverno Voltou, Você, Não!!



Há um grito aqui dentro
no fundo desse silêncio:
- O Inverno voltou!...Você, não!



o sol que incide sobre os lilases
é o mesmo que faz adormecer
a velha gata siamesa no parapeito da janela 
apressado, o carteiro não parou à minha porta
mas sorriu ao me ver debruçada na espera...



a caixa de e-mails onde deposito a ilusão
tantas vezes aberta (e fechada) 
ignora o que é solidão, você também 
os matizes do tempo nas minhas carnes
dão sinais indeléveis dos seus calendários...



o escandaloso aroma da “Dama da Noite”
ainda infesta as calçadas de madrugadas vazias
a segredar-me que isento do amor
o sangue nas veias jaz sem vida.



são essas, apenas reminiscências vãs
de um tempo que se esvai pelos vãos dos dedos
longos como os anos...



ritual que me concedo em segredo
sorvendo aos poucos o elixir do esquecimento
p’ra desafiar a espera dos nadas
amarrados nos tudos
que vou costurando enquanto observo
o Inverno passar...


Maria Lucia (Centelha Luminosa)







Comentários

  1. Oi Lú
    Que mais um lindo poema! E atual ainda por cima, falando até de e mail, como vc tem facilidade de falar do sentimento, e com as palavras. Maravilhosa!
    Bjão querida e uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  2. Olá!Boa noite!a
    Amiga!
    ...aquela sensação de que o inverno está chegando e ele não vem, dá uma terrível vontade de prender os ponteiros do relógio entre os dedos, e cravar as unhas nos segundos...inverno vem só com companhia,tá... ah...mas a sua espera, não é sinônimo de inatividade, mas de ação silenciosa e de vazio... um vazio inundado de...amor...
    Obrigado pelas palavras sempre carinhosas com este seu amigo!
    Boa noite de terça e boa quarta feira!
    Beijos
    ...fui... já voltando logo....

    ResponderExcluir
  3. ... "dos nadas aos tudos"... esperando ilusões passarem junto ao inverno... Belo e sentido poema metaforicamente na estação do aconchego; - inverno!
    Bj. Célia.

    ResponderExcluir
  4. Que coração apaixonado, lindo poema.
    Beijos minha linda poetisa.
    Saudades de você...

    ResponderExcluir
  5. Clap clap clap, lindo poema parabens, poeta é um ser iluminado, que ao perceber as letras se juntam e formam poemas, lindo texto, que sua quarta seja de muita luz, estou seguindo seu blog e espero sua visita, bjs no coração e afagos na alma.
    Vanderlei

    ResponderExcluir
  6. Oie vim conhecer seu lindo espaço de poemas adorei ..aparece para me conhecer ..e ao meu cantuxinho beijus !!!
    Convitinho queridinha...vai começar a festa do colono aqui em Petrópolis do dia 28/06/2012 à 8/07/2012 espero por vc ...vale a pena conferir a festa ..é linda irei desfilar..com roupa tipica de alemã !!!No domingo dia 01/07/2012..beijus bom dia E tem receitinha de maçã do amor no arraiâ da Nadjinha te espero sinházinha !!!

    ResponderExcluir
  7. Lu querida,

    Tudo bem? O inverno chegou e com ele a inspiração aflorou por meio dos seus versos. Penso que é uma estação que amplia a saudade e solidão de quem veio e se foi, sem desejarmos.

    Lindo e consolador o texto! As vezes, sinto também essa sensação e ela é dolorida.

    Beijos em vc, Lu e Rafinha

    Lu

    ResponderExcluir
  8. Olá querida,

    Valha-me Deus! Que inspiração maravilhosa. Parabéns mais uma vez pelo excelente poema.

    E obrigado pela visita, grande beijo a você

    Anselmo

    ResponderExcluir
  9. Lulu, lindona!
    De todos teus que já li, creio que seja o mais belo de todos!
    Lindo, lindo!
    A melancolia bela que se encerra em outro inverno. O frio que chega novamente quando nossa alma ainda está de quente para morna, cedendo ao gelo do nada... triste e lindo!

    Percebi a parte da gatinha seamesa que você comentou por lá :)

    Beijão e ótimos dias, amiga!

    ResponderExcluir
  10. E essa sensação poética do inverno você a descreveu neste maravilhoso poema.
    E que logo se transformará na primavera mais linda do amor.

    Adorei.Querida Centelha.

    Muita luz sempre

    bjs.

    ResponderExcluir
  11. Oiii, saudades de ti, poxa amiga que lindo, mas espero que seja fictício, pois retrata uma saudade dolorosa! Que o Inverno te traga muitas alegrias, isso sim! Bjoooooss

    ResponderExcluir
  12. Boa tarde, Maria Lucia.
    O inverno é aquela estação que nos remete à introspecção, calma e reflexão.
    Condições estas necessárias para que avaliemos nossa conduta e repensemos nossas atitudes.
    Abraço, Maria Lucia.

    ResponderExcluir
  13. Minha querida

    As lembranças são a bagagem que teremos que carregar pela vida fora...são a pele que vestimos e a essência da nossa alma...as marcas do tempo e do destino...que se foi sem ter ido.
    Lindo sempre ler-te.

    Um beijinho com carinho e obrigada pelas palavras lindas que me deixas sempre.
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  14. Olá Lu,

    Adorei seu poema hoje, alias como sempre! Mas a cena que descreveu do carteiro passando, sorrindo e não deixando nenhuma correspondência, me fez parar e pensar... Talvez uma cena singela mas que represente bem esse inverno por você descrito.

    Adorei.



    Abraços, Flávio.
    --> Blog Telinha Crítica <--

    ResponderExcluir
  15. Olá querida,

    Maravilhosamente lindo e nostálgico!
    Palavras com sabor de um coração em pleno inverno.

    Lindo final de semana.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  16. .




    Lulu, pronto, já postei no
    Blog do Bar do Escritor.
    Caso queira me dar o prazer do
    seu comentário, por favor, es-
    creva no rodapé do meu texto e
    esqueça os outros, já que não
    me pertencem.

    http://bardoescritor.blogspot.com

    Um beijo de agradecimento e
    amizade.

    silvioafonso






    .

    ResponderExcluir
  17. Lulu,
    lindona!
    Vim te agradecer pelo carinho do comentário lá no Humoremconto e também no da parceira literária Joelma, no qual me aventurei pelos versos.
    Beijinhos e ótimo fim de semana! Vê se te diverte muito, heim?

    ResponderExcluir
  18. há em cada homem-gente uma estação, esse palco onde personagens de braços amarrados ora chegam, ora partem, eternizando-se no instante da memória.

    beijinho grande!

    ResponderExcluir
  19. As lembranças são nossa pertença, queiramos ou não:)!
    Bjo

    ResponderExcluir
  20. .


    Talvez eu nada tivesse dito
    por achar que os teus versos,
    tão bonitos, pudessem calar
    os meus.
    Eu que provoco riso, talvez
    não tivesse o siso para en-
    tender o que aconteceu...

    Um beijo do,

    Palhaço Poeta
    silvioafonso.






    .

    ResponderExcluir
  21. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  22. Minha Amiga Querida.
    Pelo horário que estou no seu blog da para perceber que algo não esta bem comigo.
    Amada vou precisar muito dos seus conselhos e da sua ajuda estou percebendo que esta um pouco ausente do seu blog.
    Fiquei meia sem graça com um comentário que li acima.
    Nunca permita que ninguém te magoe
    és uma grande mulher sei que sabe se defender amada.
    Espero você no meu blog antes que mude a postagem.
    vou fazer umas diferentes com menos blog na próxima postagem que saber se gostou pretendo fazer esse agradecimento por uns dias.
    já esta prepara a postagem para quando o livro chegar amanhã cedo entro em contato com a editora o prazo terá que ser cumprido ,
    pois já esta com 3 meses o prazo dado foi dia 26 terça feira.
    Espero em Deus que tudo de certo.
    Obrigada por se preocupar comigo amiga querida.
    Linda semana para você beijos,Evanir.

    ResponderExcluir
  23. Lindinha..convitinho ñ poderia deixar de abraçar nosso amigo poeta lord Mario Neves..por isso fiz uma pequena homenagem no meu blogger de poemas..petalas e rosas ...te espero para abraçar o amigo poeta Mário Neves.. beijus feliz semaninha....e fique com os anjinhos !!!http://petalaserosas.zip.net/

    ResponderExcluir
  24. Está lindíssimo o poema. Adorei.

    Beijinho

    ResponderExcluir
  25. Mesmo sendo péssimo para comentar poemas, não poderia deixar passar batido este Lu, o qual acredito talvez tenha sido o poema mais bonito e inspirado que tenha lido neste seu espaço.
    Para algumas pessoas o inverno é bem vindo, para outras, é motivo de introspecção e até tristeza, fala-se até de algo chamado depressão sazonal, que é uma depressão que ataca certas pessoas somente neste período.
    Sabemos que o poeta fala muito de si em seus escritos, tais como contistas e cronistas, contudo, espero que estas saudades sejam mais fictícias do que reais. Ou que sejam mais amenas do que a força que ela traz nestas palavras.

    ResponderExcluir
  26. Que lindo seu poema nada como o inverno para dar um ar de romantismo.. amei! Beijos minha linda em seu coração

    ResponderExcluir
  27. Caro Christian, decidi comentar o teu comentário que li degustando palavra por palavra,por causa da profundidade do mesmo, quando vc diz que " Para algumas pessoas o inverno é bem vindo, para outras, é motivo de introspecção e até tristeza, fala-se até de algo chamado depressão sazonal, que é uma depressão que ataca certas pessoas somente neste período.
    Sabemos que o poeta fala muito de si em seus escritos, tais como contistas e cronistas, contudo, espero que estas saudades sejam mais fictícias do que reais. Ou que sejam mais amenas do que a força que ela traz nestas palavras" - e descobri nessa sua análise reflexiva, o poeta que existe em você, ao qual você não admite existir. Somente alguém que "escrafruncha" o sentido das letras como você o fez, é poeta. Escreva poemas, Christian Christian V. Louis!! Grande beijo!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua presença e comentários
são PRECIOSOS pra mim!
Obrigada!

BJossss