O Leme da Minha Vida





O leme da minha vida
eu levo com a mão leve...

Na redoma não tateava o mundo
não tocava o abismo profundo
não me queimava no conflito
não havia sangrias na poesia
que eu lia
tinha a boca selada pro grito
não me derramava nos escritos
que da centelha vertia
não me chafurdava nos erros
pra conquistar os acertos
que a vida exigia de mim
não sabia que da ilusão que eu conheço
a frustração é o preço
feito morte que chega aos pouquinhos
pra cortar as extremidades
de certos caminhos...


Hoje!...Minha mão dá ao leme
O rumo da minha vida
que segue em direção inesperada
em descobertas impensadas
pra perceber que não é preciso dar certo
como eu esperava no começo...
posso alterar os meus planos
procurar a rota perdida
amputar o velho desejo
de eternizar o que já conheço
da minha alma bandida

Não sou dona do leme, mas o sou das emoções
que me apropriei com as próprias mãos!


Maria Lucia (Centelha Luminosa)


Comentários

  1. Você pode afirmar não ser a dona do leme, porém, já sabe como conduzi-lo a seu favor como ninguém. Isto é o importante. Não somente o ter, mas sim, o ser. Ser consciente, saber conduzir sem perder o rumo.
    Bom fim de semana parceira.

    ResponderExcluir
  2. Oi querida Lu,

    Esse fogo, essa fogueira, logo no início de seu blog, do lado direito, exprime a força da natureza, que você é.

    E quando escreve, não teme as ondas, as quedas, os balanços da própria vida, porque seu leme é forte e é você quem o comanda.
    E como maneja as palavras! Que venham monções, temporais e outros que tais, você estará lá, de rosro erguido, ao leme.

    A vida, também sem ondas, baixas e altas, não teria furor e interesse.

    REME, REME, em direção ao porto de abrigo, seu amor.

    Agradeço seu comentário em meu blog.
    Bom final de semana.

    Beijos da Luz.

    ResponderExcluir
  3. Estar ciente das nossas emoções... é o grande leme das nossas vidas. Nossa história de vida!
    Bj. Célia.

    ResponderExcluir
  4. Querida Lu,

    Tudo bem? Como me sinto feliz com seus comentários carinhosos e sinceros. Essa semente da centelha luminosa é luz, é sol, é vida.

    Esse texto que você publicou é lindo e só corrobora a sua sabedoria de condutora com carteira de motorista para qualquer direção. Penso que esse leme é seu também, pois as suas mãos o ampara, permitindo o descanso, a partida e a chegada.

    Tenha um lindo sábado como tudo de melhor que há nesse mundo de Deus.

    Lu

    ResponderExcluir
  5. Olá!Boa noite!
    Amiga!
    Tudo bem?
    Lindo!
    ... a dúvida e a incerteza invadem nosso caminho e não temos mais a certeza se o trajeto, é mesmo o melhor... e parece que apenas estamos seguindo o fluxo, sem muito controle do leme da vida. Sair da tempestade não é simples. É preciso coragem, determinação e uma dose de ousadia. Não deixe sua vida passar, assuma o controle! Seja protagonista do LEME de sua VIDA!...
    ..sare logo do dodói...
    saudades!
    Bom domingo1 Bom feriado!
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Que lindoooooo.
    Adorei conhecer seu blog. O nome não poderia ser diferente. Você planta algo em cada um de nós...
    PARABÉNS!!!
    Beijos felizes por conhecer pessoas incríveis desde que ingressei na Blogosfera.
    Theka.
    http://comigomesmasim.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Está lindo...
    Amei.
    Virei com mais tempo para te ler e relembrar. Virei colher as tuas sementes.Um beijo Lu.
    Angelina Andrade

    ResponderExcluir
  8. Maria Lúcia, ser dona das próprias emoções é um privilégio que poucos tem. Você está de parabéns. Meu beijo.

    ResponderExcluir
  9. Emoção à flor da pele, dum leme sem dona.
    Luar

    ResponderExcluir
  10. Olá!Boa noite!
    ..vim desejar uma boa semana!
    ...obrigado pelo carinho de seu comentário em meu blog!
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá Maria Lucia!

    Fico muito contente com suas laudativas palavras. Aliás, digo o mesmo em relação ao seu blog.

    Infelizmente, não sei bem comentar poesias, visto que acredito que assim como a canção, cada um interpreta de acordo com os sentimentos momentâneos que se encontra, inclusive imprime sentidos diferentes ao que o próprio autor pensa, enfim, mas existe sim uma conotação entre o seu bem escrito poema e o texto que escrevi, quando falas em um "leme" que nos direciona ora antes definida, ora depois sem destino certo. Então, se este "leme" é baseado em uma sociedade fria e monótona, devemos sim tomar e usá-lo pensando em nós antes de mais nada.

    Obrigado e um grande beijo!

    Ótima semana também.rsrs

    Anselmo

    ResponderExcluir
  12. Olá Maria Lúcia, não é fantástico qdo assumimos o Leme, sem medo de conduzi-lo?! Sucesso nesta trajetória, sempre! bjooooss ótima semana!

    ResponderExcluir
  13. Oie... demorei mas tô aqui! rs... Dei uma pausa com a net. Entrando bem menos. Aí, ontem resolvi retomar.

    Ah, acredito que cada um é dono de seu próprio leme, mas é questão de acreditar mesmo. Algo pessoal!

    Adoro ler vc... adoro ler todos os seus comentários lá no Umas e outras. Agora já estou bem melhor. Mais descansada, fisica e mentalmente! Não, eu não entrei de férias, apenas tomei algumas atitudes. Levei em consideração os conselhos de muitos queridos blogueiros e dei uma desacelerada. Eu estava pra entrar em parafuso, então precisei dar uma parada pra não surtar!rs...

    Super beijo :)

    ResponderExcluir
  14. Um poema forte, de leme e liberdade. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  15. Maria Lúcia, Querida

    O Leme, é o instrumento de que servimos para mudar de direcção no tempo apropriado. Não necessitamos ser os donos do Leme. Basta-nos conhecer o segredo do rumo.

    Beijos

    SOL
    http://acordarsonhando.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  16. Minha querida

    Um poema muito profundo que acabo de ler e que gostei pela força que transmite.
    Tomei a liberdade de seguir, para voltar mais vezes.

    Deixo um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua presença e comentários
são PRECIOSOS pra mim!
Obrigada!

BJossss