OH!...ABREM ALAS, QUE EU QUERO PASSAR



Tantos risos, Oh!...Quanta alegria!

Canta o alegre folião
pela rua da cidade dança nu
sua alegoria é a liberdade
fantasia da sua solidão...


Esses risos em mim
não existem mais
sou aquela Colombina
dos antigos carnavais
vou sambando na folia
dos que se divertem no salão
com aquela velha máscara
na face da ilusão...

A mágoa é o instante que passa
a mercê das velhas canções
chora, canta, Oh!...Colombina!
Desate o nó da adrenalina
liberte essa sua paixão!

Face tão envelhecida
da saudade que perdura...
Onde a astúcia do Alerquim
e do Pierrô, a doçura?


Sob a mascara que eu carrego
oculta-se a antiga fama
 nostálgica e inquietante
anonimato é a minha flama

Prosseguem animando a festa
o surdo e o tamborim
a mascara, é o que me resta
de um carnaval dentro de mim

"Oh!...Abrem alas
que eu quero passar"...

Eu vou pra casa
Eu vou só.
sem o amor de Pierrot
sem as mentiras de Arlequim...




 



Centelha Luminosa (Maria Lucia)





Conheça o meu outro Blog:
Gotas de Espiritualidade

Comentários

  1. Olá! Boa tarde!
    Lindo post, com belíssimas imagens!
    Gostei muito, mesmo!
    Não sou muito "ligado" em carnaval, atualmente, mas, já "pulei" muito, com esta música, nos salões de Sampa. Outros e velhos tempos!
    Boa quarta!
    Beijos carinhosos!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns! Muito lindo este poema sobre o carnaval! Nunca lembre de me esquecer!Uma 4ªF iluminada e repleta de bênçãos!Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Lu! Obrigado por comentar lá no meu blog!
    Vim aqui retribuir e me deparo com esse show
    de poema - versos iluminados, amei, parabéns!

    Beijo carinhoso pra você!

    ResponderExcluir
  4. Maria Lúcia

    Um Poema lindo, mas muito nas raias da verdade interior.
    Desabafos? Verdades escondidas? Completo? Ou desejos de retornar ao salão?
    Gosto da abordagem, mesclada na dualidade de querer e poder.

    Beijos

    SOL
    http://acordarsonhando.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. O Carnaval da vida com seus altos e baixos, suas cores, suas tonalidades e sons.

    Um beijo

    ResponderExcluir
  6. Olá Maria Lúcia,

    Você tem um blog encantador.

    O poema é maravilhoso e as imagens são lindas.

    Muitas vezes sambamos na folia da vida com o coração em frangalhos.

    Obrigada por sua visita e pelo carinho de suas palavras.

    Sigo aqui.

    Volte sempre.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Olá amiga. Que postagem linda! Texto e imagens me emocionaram. Parabéns e obrigada por sua visita. Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Olá, amiga.Estou aqui, feliz por conhecer esse seu espaço que tem todo encanto de belas imagens e poemas. Seus versoso são perfeito, intensos e delicados. Esse post diz tudo que eu gostaria de dizer! Adorei tudo aqui! Aqui se garimpa sementes preciosas. Obrigada pelo presente da sua visita! Bjos carinhosos.

    ResponderExcluir
  9. Centelha Luminosa,que linda casa você tem,resplandece amor, luz pura, além de muito talento, você escreve seus poemas com os pincéis da alma, adorei e já estou seguindo, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  10. Olá!Boa tarde!
    Obrigado pelo carinho de sua visita!Como sempre!
    Muito feliz!
    ((Exageraaaaaaaada!rsrs))
    Boa quinta!
    beijos carinhosos!

    ResponderExcluir
  11. Nada nessa vida se perde, nada é o acaso,
    mesmo que sementes de fé e amor sejam jogadas em solo árido como o do deserto,
    na hora propícia o vento as levará para terra fértil,
    em algum oásis irão brotar, como João Batista,
    que pregou no deserto, mas suas palavras foram para oásis seguros,
    apenas aqueles que além de áridos também estavam impregnados pelas ervas daninhas
    que sufocaram as suas sementes e usaram de seu poder para calar a sua voz.
    Por isto acredito que sempre valerá a pena, a luta nunca será em vão.
    Luconi 17-12-98
    Deus abençoe seu carinho comigo
    Um lindo final de semana beijos e carinhos meus.
    Evanir..
    Amiga você é uma luz na minha vida.

    ResponderExcluir
  12. Querida amiga Maria Lucia, vim agradecer suas palavras de carinho pelo meu aniversário. Adoro ser mimada!!! Fiquei muito feliz. Bjs 1000. Muita paz!

    ResponderExcluir
  13. Olá Maria Lúcia,
    Lindos versos deste poema que traduz sentimentos das euforias de Carnaval. Quando tudo volta à realidade, resta o choro de arlequins e colombinas, deixados à beira do caminho na espera do próximo ano,
    pois as máscaras encobrem a verdadeira face de todos nós.
    Gostei muito, amiga!
    Quero agradecer sua visita ao RECANTO DA POESIA, o que me deixou muito feliz.
    Gostaria que você me prestigiasse seguindo-me junto aos meus seguidores do blog.
    Um grande beijo, querida.
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua presença e comentários
são PRECIOSOS pra mim!
Obrigada!

BJossss