domingo, 11 de junho de 2017

NESGA DE SOL


Palavra!...
revela-me a intimidade do côncavo ao convexo
somente pra me dessegredar
descabida verdade...


ao esboço de um verso prescrito lavra círculos de luz
entremeados de infinito
e o converte em poesia nova...


quero-as por perto mais do que gente
tenho a nesga de sol
que medra a semente...


Maria Lucia (Centelha Luminosa)