segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

DECLARAÇÃO DE AMOR



...essa confissão oscila
entre o silêncio refinado da prudência
e o prazer de se expor
lasciva, apaixonada
declarando sem pudor: sou tua!


É desejo, avidez sensual
que é só minha
sobrepõe-se de tal forma
que a libido a encaminha
por toda minha língua nua...


o meu amor vibra na urgência
rasgando o verbo da palavra alforriada
cada estrofe revela o verso livre, haurido
pleiteando, por ora
apenas o teu ouvido!


Maria Lucia (Centelha Luminosa)