domingo, 2 de novembro de 2014

MEU CAMINHO





MEU CAMINHO





Ao caminhar eu pressinto
as nuances do caminho
bordados de histórias e lendas
por anônimos artesões
no tapete desse chão


No ritmo das estações
a melodia dolente
entoa adeuses e saudade
são partidas, são chegadas.
de tanta gente...


Por ali eu também vou
um pouco fora da linha
a compor o meu caminho
no chão das horas
vou cantando a melodia
da vida minha!



Maria Lucia (Centelha Luminosa)