SOPRO


Sopro

Quando foi
que tiveste um sopro vital
pela última vez?
No escaninho indevassável
de tua alma
a seiva que por ali corria
quase poesia
não era real?
Nada tinhas pra oferecer 
além da amargada ausência
daqui.
Hoje vens
é teu desejo
soprar volúpias
que o teu sentir
se compraz emnutrir!



Maria Lucia (Centelha Luminosa)



Comentários

  1. Muito lindo, Lulu!
    Que bom ter você de volta!

    O blog agora está branquinho, ficou clean, muito lindo também.

    Quanto ao poema, penso que todos grandes sentimentos começam como um sopro de alma, como se nem tivessem, na verdade, um princípio conscientemente falando, mas que inspiram uma espécie de orvalho, uma renovação, um sentir-se novo, com outra vida, ainda assim sendo a mesma. E o sopro me diz isso e muito mais.

    Agradeço muito pelos comentários sempre muito preciosos, Maria Lúcia! Com sua inteligência impar.

    Grande beijo!

    PS.: Adorei a música de fundo!

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Boa tarde
    Querida Maria Lucia Centelha De Retorno
    Blog ficou belo...
    Bom retorno, sim,e esperando que esteja tudo transcorrendo bem... estive sempre no seu aguardo.
    Eis que a preocupação é uma constante, e devemos colocá-lo sob a perspectiva de toda a espécie humana que se curva perante seus mandamentos mas que sofre sem uma recíproca verdadeira, acabando-se então tudo num jogo de faz de conta . Até quando dormiremos sob nossos lençóis apenas presos as nossas particularidades sem compreender que cultivamos a destruidora revelia patrocinada pelos nossos sonhos , de que se as coisas crescem e se desenvolvem é pela sua presença; se fenecem e morrem, é pela sua ausência... que me faz crer que não é algo interno, mas sim aprendido, o sopro vem do que percebemos e não do que nos convém, o que é senão aquilo que nós mesmo percebemos como tal, até porque nem sabemos realmente qual é o sopro vital que envolve todas as coisas por fora e as preenche por dentro...
    Obrigado pelo seu carinho de sempre
    Bom domingo e início de semana
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. OI LU!
    BOM ESTARES NOVAMENTE DIVIDINDO A BLOGOSFERA CONOSCO.
    TODO SENTIMENTO VERDADEIRO SURGE DE UM SOPRO DA ALMA E TEU TEXTO, NA CERTA TEM A MESMA ORIGEM, DADA A SUA BELEZA.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

  4. Olá querida,

    Que bom que está de volta.
    O blog está uma beleza. Impossível não notar que foi renovado.

    Creio que sentimos este sopro vital quando buscamos coisas que nos dêem a sensação de que estamos vivos; quando buscamos motivos, inspirações e emoções que despertem o nosso entusiasmo.

    Muito lindo.

    Espero que bons sopros inundem seus dias.

    Feliz restinho de domingo.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  5. Oi, querida Lu!

    Então já de vida e casa no devido "lugar" e também disponível para blogar.

    SEJA BEM VINDA, MINHA AMIGA!

    Novo design de seu blog? Suave e cheiroso, sinto daqui.

    Há muito tempo que não lhe digo que você sabe escrever com aquele dom e punho, que poucos possuem.

    REAFIRMO, TUDO, HOJE, OUTRA VEZ.

    Seu poema "Sopro", que li três ou quatro vezes, por não entender aonde você queria chegar, e não sei se o entendi, é de tirar o fôlego e de "o" tirar do sério.

    Riquíssimo em vocabulário, pouco usado em Portugal, porque só pessoas cultas, inteligentes e sensoriais como você conseguem lá chegar.

    QUE DESAFIO! QUE SOPRO! QUE POEMA!

    Boa semana.

    Beijos da Luz, com muito apreço e saudades.

    ResponderExcluir
  6. Meu aplauso pelo poema e pelo retorno, com meu beijo.

    ResponderExcluir
  7. Muito lindo,bom te ver! Bom retorno! beijos,chica

    ResponderExcluir
  8. Mesmo Diminuindo Meus Paços
    Mesmo Demorando Minha
    Chegada Do Outro
    Lado Da Ponte.
    Não cortarei pedaços
    Para Diminuir
    O Peso
    Que Eu Carrego.
    Mesmo Se A Dor Apertar.
    Na Minha Fé Deposito
    Minhas Esperanças
    Em Deus..
    Deus abençoe sua semana caminhas de flores e muito amor
    Beijos carinhos sempre.
    Evanir

    ResponderExcluir
  9. Olá!Boa noite
    Querida Maria Lucia Centelha
    Obrigado pelo carinho de sempre
    Bom início de semana! Paz e luz
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. O sopro divino que derruba qualquer coração de aço! abração

    ResponderExcluir
  11. Olá, Lú.

    Ah... Esse poético sopro de vida. Cabe-nos sintonizar os momentos e deixar arejar a alma com os doces odores dos sentimentos que enlevam, arrebatam...

    Bom retorno! Bom recomeço!

    Um abração.

    ResponderExcluir
  12. Minha amiga...
    O blog está lindo! Bom te ver de volta!
    Toda poesia começa por um sopro vital nos inspirando.Linda!...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Olá, Maria Lúcia.
    Seja bem vinda de volta a blogosfera; creio que sejam as pequenas explosões de emotividade que deem sentido a todos os outros momentos de nossa vida em que parece que pouco ou nada sentimos.
    Agradeço sua visita e te deixo um abraço.

    ResponderExcluir
  14. Lu,
    bem-vinda de volta.Fico contente em revê-la e sabê-la sorridente de novo.Que teus sorrisos só aumentem a cada dia, viu?

    Nos teus versos os sopros revelaram-se em qual intensidade, em qual polaridade existem...forte e belo alerta. Bravo!
    Bjos.
    Calu
    PS: o visual novo está um estouro.

    ResponderExcluir
  15. Que bom que voltou Maria Lúcia,m gosto muito dos seus dizeres, enche o coração de leveza e poesia.
    Lindo amiga querida.
    Beijinhos em seu coração e não desapareça mais viu?

    ResponderExcluir
  16. Bem vinda linda poetisa.
    Imagine minha alegria em te rever lá no meu cantinho, feliz feliz, coração até deu pulinhos.
    É uma alegria saber que estas aqui e bem.
    Lindo poema.
    Que sopro lindo e que venham muitos mais para deixar este cantinho feliz com suas palavras.
    Uma sexta feira linda com muita luz.
    Beijinhos e fica com Deus te cuidando.

    ResponderExcluir
  17. Querida mãe,

    Boa noite! Perdoe essa filha que não passou por aqui antes porque continua em momento de pouco tempo livre.

    Adorei o espaço e combina com a sua volta, pois é resultado de maturidade sobre o que você deseja e do que é realmente é importante. Então que o sopro seja seu, das suas meninas e meu também. Ele traz a esperança de dias longos e felizes.

    Fica com Deus e receba o meu amor.

    ResponderExcluir
  18. Bom dia !!!
    Boa madrugada ......
    Vim deixar um abraço, que seu final de semana seja cheio de paz.
    Tem sempre um post valioso, que adoro, lindo lindo
    Uma frase.

    Um amigo me chamou pra cuidar da dor dele, guardei a minha no bolso. E fui.
    Clarice Lispector

    Abraços
    Rita!!!!

    ResponderExcluir
  19. Olá, Centelha Luminosa!
    Profundo e convidativo... Abraço!
    www.beabadosucesso.com.br

    ResponderExcluir
  20. Encantado pelo seu lindo poema, o mesmo é profundo, consegue passar bem a mensagem.

    Musica de fundo é linda.

    ag

    ResponderExcluir
  21. Oi, Maria Lúcia

    A seiva quase poesia
    Hoje sopra volúpias
    do teu sentir

    Um sopro vital no escaninho indevassável de tua alma

    Como não se encantar? Fragmentos de palavras que vão se aninhando até formar o mais belo e delicado poema.

    Um ótimo final de semana para você
    Beijos.

    ResponderExcluir
  22. Oi, Lú
    Lindo seu blog, maravilhoso!
    Beijos com carinho
    http://blogaraan.blogspot.com.br
    Espero a sua visita com carinho

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua presença e comentários
são PRECIOSOS pra mim!
Obrigada!

BJossss