Blogagem Coletiva Escritos Lisérgicos Vegetarianismo e Veganismo - Qual o seu conceito?

Blog do Christian V.Louis - Escritos Lisérgicos 

Agradeço ao querido amigo Christian V.Louis, pela oportunidade
que me dá em participar dessa Blogagem Coletiva, a qual me fez ir em busca de pesquisas sobre um assunto da qual, eu confesso, desconhecia um bom tantão, por não cogitar muito sobre o assunto...


No largo espaço que há entre o vegetarianismo e o veganismo, estão os que se alimentam de carne, e cabe aí também, o entendimento e o respeito que pode haver entre todos, principalmente no que se refere às preferências ou hábitos alimentares.

Certamente que em sociedade os cidadãos podem e devem levantar assuntos para debates, com argumentações embasadas em seus estudos e pesquisas em torno de suas idéias, objetivando  o bem coletivo e, também do meio ambiente e sua biodiversidade, e não somente a ideologia de grupos que se arvoram únicos detentores da verdade,   supras sumos da razão.

As razões de vegetarianos não ingerirem a carne, e a dos carnívoros preferirem uma picanha na brasa, pertencem a eles e é um direito que lhes confere  comer o que bem lhe pareça, em contrapartida, ao estilo de vida ou filosofia dos veganos, em defesa da vida dos animais, inclusive do homem, me parece lícita e louvável!

Contudo, é preciso lembrar que na Evolução humana o homem somente evoluiu para o Homo sapiens por se alimentar das vísceras dos animais.Estudos confirmam que o cérebro humano só se desenvolveu após o consumo da carne, graças a vitamina B12, apenas presente na carne animal e  nutrientes como a gordura, e aí então,  eu penso como seria o nosso cérebro se tivéssemos tido uma alimentação vegetariana, porque antes de aprender a caçar, o homem alimentava-se de vegetais. 

E os que se vangloriam de optarem pelo vegetarianismo,  defendendo com unhas e dentes, os  alfaces e tomates, e saboreiam a gelatina, que tem como ingrediente principal o colágeno da pele e dos tendões dos animais?
E a indústria do queijo que usa a pepsina, em alguns deles, adquirida do estômago dos animais em abates? 
Defendem-se gatos e cães abandonados e maltratados pelas ruas das cidades, enquanto lá nas cozinhas de suas casas, exala o cheiro de sangue frito de filés e bifes dos bois e das galinhas...

Posiciono-me totalmente contra toda e qualquer violência e  tortura seguida de morte aos animais. Creio, que em sã consciência, a maioria dos indivíduos repugna o morticínio de bois  ou de vacas, seja para cumprir sacrifícios religiosos ou diversões em circos e festas populares, mas, não serei ingênua em não observar que se trata de uma via de mão dupla, porque é considerado perfeitamente válido o abate cruel de suínos e perus, por ocasião das festas do Natal e Ano Novo.

Nem vegetariana, nem vegana, e nem totalmente carnívora, mas me posiciono pela reeducação alimentar, reduzindo consideravelmente a ingestão da carne, porque é o meu momento de repensar conceitos, sobre muitas coisas, dentre elas, o respeito que devo aos animais, sem demagogia, mas com consciência crítica. Não serei tão hipócrita em negar que o cheiro de uma carne na brasa, penetra pelas minhas narinas, salivando a minha boca, de forma quase animalizada, me fazendo esquecer por momentos o percurso que aquele filé fez, desde a origem até a minha panela. Minha constituição física até “ontem” estava subordinada à necessidade de valores protéicos que eu recebia da carne e não vou me converter ao vegetarianismo ou ao veganismo porque nunca cogitei dessas ideologias, mas nada me impede de aprender com seus princípios, os valores que eu julgar acertado e bom para meu equilíbrio e harmonia, orgânica e consciencial.

Comer ou não comer carne é uma questão de sobrevivência da raça humana, mas também é uma questão de respeito aos animais, e quem se posiciona na defesa do Amor e da Vida, é preciso repensar que se trata de todas as formas de vida no Planeta.

Por enquanto vai ser assim, até que não se modifique o paradigma alimentar vigente, quando a massa crítica da humanidade, tiver forças para reformular, modificar e transformar seus hábitos mais condizentes com as Leis Naturais da Vida, ainda tão ignoradas pelo Ser humano.

Maria Lucia (Centelha Luminosa)







Comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Há diferenças, na verdade, mas a maioria das pessoas desconhece-as.
    Querida amiga, tem um bom fim de semana.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  3. Minha querida amiga fez um texto excelente no final resumimos no equilíbrio, quem sabe um dia o homem o alcance.

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Olá, Maria Lucia!
    Eu tenho uma opinião parecida com a sua. Penso que adotar uma postura totalmente vegetariana ou vegana, pelo menos nesse momento, seria impossível para mim. Mas assumir algumas mudanças em minha conduta, como diminuir a quantidade de carne, repensar conceitos, aprender princípios e desenvolver uma maior consciência de respeito aos animais é uma necessidade e o início de uma grande mudança.
    Gostei muito do seu texto!
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  6. Olá parceira, seu post além de muito bem escrito, é bem informativo.
    Eu concordo inteiramente que devamos sempre levantar argumentações e debates (sempre mantendo o respeito) e isto, acredito que aqui na blogosfera, as blogagens coletivas contribuam muito para isto. Pois além de estreitarmos as interações com blogueiros novos que sempre surgem, conhecemos melhor os pontos de vista de cada pessoa, o que nos enriquece muito.
    Realmente, existem grupos muito radicais, como bem dizem os supra sumos da razão. Destes, eu me afasto completamente. Sempre há o joio no trigo, não é verdade? Quantas vezes tive que me deparar, por vezes almoçando quando aproveito para me ligar no que está rolando em redes sociais e me deparo com fetos humanos lançados em privadas, por um "bem intencionado" que "luta por uma causa", nos enfiando goela abaixo (ou quase nos fazendo devolver toda a comida do estômago para o prato) exibindo estas coisas. Não vejo necessidade disto para expor um ponto de vista e defendê-lo, para mim, isto é falta de argumentos inteligentes. E detesto a desculpa de "não gostou, bloqueie". Beleza, bloqueio, depois que quase devolvi todo o meu almoço é muito "cômodo" bloquear. Saco cheio desta hipocrisia e radicalismo. Liberdade de expressão tem limites, é como qualquer outra liberdade, termina onde começa a do outro.
    Seu texto me trouxe bastante conhecimento, por exemplo, eu desconhecia desta parada da vitamina B12 aí, contudo, o que eu sei é que ela pode ser encontrada também no gérmen de trigo (alguma coisa eu tinha que lembrar do que estudei no Ensino Fundamental, ahaha), mas talvez na época as pessoas não soubessem disto.
    Eu também considero lícita e louvável a causa em si dos veganos em defesa dos animais. Como disse em meu post, se não tivesse sido impedido por duas cozinheiras carnívoras e radicais, e pai e padrasto doentes por um bom churrasco (vamos admitir, é bom meeesmo!), eu teria me tornado um vegano. Mas muita coisa deles ficaram em mim, tais como não fazer uso de couro animal, procurar usar o mínimo de produtos testados em animais.
    Brinquei aqui com o negócio do churrasco, mas a real é que não senti falta da carne, senti falta mesmo foi dos outros derivados de origem animal. Adepto a comer porcarias, muitas levam leite, queijo e ovos. rs.
    Agora que você falou da pepsina confesso que me deu nojo. ahahahahahaha. Eu não sabia!
    Você tem razão, veganos, vegetarianos ou carnívoros, a reeducação alimentar é importante e eu tenho muito o que aprender ainda.
    Parabéns pelo post e muito obrigado pela participação. Foi para mim e será de grande contribuição para todos os que aqui ainda virão.

    ResponderExcluir
  7. Luminosa do meu coração… adorei sua postagem, pois a achei super elucidativa! Vc apresentou muitos aspectos que são abordados em relação à esse assunto, sem ser radical!

    Eu confesso que nunca consegui deixar de comer carne...

    Estou adorando essa blogagem coletiva...

    bjks JoicySorciere => CLIQUE => Blog Umas e outras...

    ResponderExcluir
  8. Olá Maria Lúcia. Muito esclarecedor o teu texto. Acho que temos que encontrar um equilibrio, e acima de tudo respeitar quem tiver opções diferentes das nossas.
    Com a evolução natural do ser humano, os conceitos também vão mudando, e é nos pequenos gestos que vamos fazendo a diferença.
    Vou seguir-te, se quiseres vizitar-me aqui fica o meu link. Beijo e parabéns pelo texto.
    Idália Henriques
    http://falandocomosmeusbotoes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oiiiii, muito legal seu posicionamento e suas colocações amiga, sempre existem as contradições nessas opções e vc as colocou muito bem, eu não sou vegetariana mas admiro quem é de verdade, conheço alguns só de fachada rsrs eu não conseguiria ser! Adorei! Bjooooss

    ResponderExcluir
  10. Querida amiga, sou vegetariana, mas, como queijo, ovos, etc. Rapidinho eu conseguiria ser vegana, por amor aos animais. Claro que precisamos respeitar as diferenças. Maria Lúcia, beijo no coração!

    ResponderExcluir
  11. Gostei imensamente do seu texto e podemos variar: um dia brócolis e ovos, noutro carnes, com equilíbrio mantemos a saúde. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  12. Gostei imensamente do seu texto e podemos variar: um dia brócolis e ovos, noutro carnes, com equilíbrio mantemos a saúde. Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir
  13. Gente!!! Que lindo post..
    Olha que fiquei lendo com os olhos grudadinhos cada palavra.. porque você colocou de uma forma que nos faz refletir..
    Acredito também que não seremos todos vegetarianos a partir de amanhã, mas que podemos repensar e muito na forma que vivemos e agimos em relação aos animais..
    Adorei sua participação na BC..

    Um beijo carinhoso e um domingo mais que lindo viu?
    Sheila

    ResponderExcluir
  14. OI MARIA LUCIA!
    SE PENSARMOS A RESPEITO, NA CERTA NÃO DEVERÍAMOS COMER CARNES, QUEM SABE UM DIA CHEGUEMOS LÁ.
    ABRÇS

    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderExcluir
  15. Lulu, lindona!
    Você escreve muito bem textos em prosa também, sabia?

    Penso muito parecido contigo, isso para não dizer igual a você. Não conseguiria tirar a carne do meu cardápio, mas sempre repenso num equilíbrio. No meu caso, sinto a contradição diretamente entre defender os animais, a vida, e comer carne de animais... confesso que é complicado para mim, uma pessoa que evita até mesmo de pisar em formigas se tiver que dar um pulo de dois metros eu dou.

    Parabéns, a tua participação está excelente!

    Beijos e ótimo domingo!

    ResponderExcluir
  16. Un texto muy reflexivo, gracias por compartir, interesante espacio.
    que tengas un buen dia.
    saludos.

    ResponderExcluir
  17. Olá Lu!

    Queria vir aqui ontem, mas já não consegui vir. São contratempos...

    Obrigada pela visitinha e pelo comentário. :)

    Gostei de ler a tua participação, em muitas coisas estás certa. Mas às vezes quando como carne, fico com pena dos bichinhos. Antigamente não pensava nisso, mas agora penso. Nada na vida fica condicionado, tudo muda e com o tempo, os nossos organismos também mudarão.

    É natural que Kardec comesse carne, ele era um homem do século XIX e nessa altura não se questionava os alimentos. Quanto a Hitler ser vegetariano, é como se diz: "Há sempre uma ovelha negra na família"...

    Excelente texto.

    Parabéns!

    Um beijo,

    Cris Henriques

    http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. Olá Lu, obrigada pela tua vizitinha no meu cantinho. Adorei esta BC, deu para ver que todos temos as nossas opções e que afinal não fui a única rsrsrs a ter dificuldade na mudança.
    Beijo carinhoso e bom domingo.
    http://falandocomosmeusbotoes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Olá, Lú.

    Não devemos esquecer aquele velho axioma que diz: “A natureza não dá saltos”. Evolução não se improvisa, não cabe em modismos, nem basta querer. Pouco a pouco, naturalmente cada um vai reduzindo o consumo de carne, conforme as necessidades do corpo e o estágio evolutivo do espírito..

    Um abração e uma boa semana.

    ResponderExcluir
  20. Olá!Bom dia!
    Tudo bem?
    Maria Lucia Centelha!
    Parabéns por estar participando de mais uma Blogagem Coletiva!
    Texto bem elucidativo e informativo!
    ..também, não posso me considerar um vegetariano, carnívoro ou praticante do vegetarianismo ou vegano...penso o mesmo que você, sou á favor de uma alimentação saudável e reeducada...embora saiba, que cada pessoa tem sua experiência única de vida que a leva à um ou outro, sou contrário á qualquer manifestação de radicalismo puro.É preciso sempre n lembrar que a moderação é a medida natural de todas as coisas e que todos nós temos sim a capacidade de diferenciar ...
    Parabéns pelo texto!
    Bom domingo do Dia dos PAIS, "mamãe"!
    Boa semana!
    Beijos
    ...fui..#mimimi febre

    ResponderExcluir
  21. Olá Maria Lúcia, sou vegetariano há cerca de oitos anos. Sempre deixei claro que o problema não com o consumo de carne, mas sim em relação à indústria de carne, que trata animais como meros objetos. Concordo com você que a adesão à determinada dieta seja em uma última instância uma decisão de cada um, o que não poderia ser diferente.

    Porém discordo com alguns pontos de seu texto e alguns dos dados que você publicou são inverdades. A vitamina B12 não está presente apenas na carne animal, o desenvolvimento do cérebro humano é um questão ainda gera controvérsias no mundo científico. E há estudos que afirmam que o homem é naturalmente vegetariano, tais estudos apontam para a formação de nossa carga dentária, unhas e estrutura corporal como indício disso. Há tempos a gelatina não é mais feita com colágeno animal... Comer ou não comer carne não é uma questão de sobrevivência da raça-humana, definitivamente...

    Abraços pra ti e um ótimo restinho de final de semana!

    ResponderExcluir
  22. Epaaaaaa!!! Surgiu algo aí que acrescenta mais polêmica à polêmica que já existe! kkkkkkkkkkkk

    Deixo aqui, as fontes de pesquisa em que fui pesquisar alguns dados a que me referi na postagem. Quem tiver tempo e disposição, confira!

    BIBLIOGRAFIA CONSULTADA

    LEONARD, W.R. Alimentos e evolução. Scientific American Brasil, n.8, p.74-83, 2003.

    MADOV, N. Muita verdura, pouca vitamina. Pesquisas acadêmicas alertam sobre os riscos da dieta vegetariana para a saúde das crianças. Revista Veja, ed.1.764, 14 de agosto de 2002.

    PARDI, M.C.; SANTOS, I.F.; SOUZA, E.R.; PARDI, H.S. Ciência, higiene e tecnologia da carne. Vol. I. Goiânia: Eduff, 1995.


    Alguns sites consultados sobre a dieta vegana:

    http://www.guiavegano.com/nutricao/b12/suplementos/index.htm

    http://www.cahiers-antispecistes.org/spip.php?article325

    http://www.vegetarianismo.com.br/sitio/index.php?option=com_content&task=view&id=310&Itemid=32

    ResponderExcluir
  23. Bem, meus amigos, se há verdade nas pesquisas, que pensem a respeito, se quiserem, mas se houver inverdades e equívocos, perdoem-me por tê-las utilizado em meu texto, e já ficando "esperta", pra não pesquisá-las achando se tratar de verdades.

    Outro site em que me deu o que pensar sobre os que não fazem e nem querem fazer uso de produtos à base de gado, é esse:
    http://bioplanetauniverso.blogspot.com.br/2011/07/produtos-base-do-gado.html

    MEU EU estou ACREDITANDO na imensidade de produtos, com base NAS VACAS E NOS BOIS. Isso é incrível!

    Bjos da Lu...

    ResponderExcluir
  24. Texto muito bem colocado amiga!
    Sou Vegariana!!!
    Trago para vc um sorrido e um abraço dobrado
    :D :D
    \0/ \0/

    A novidade agora é a inha página no face: Para curtir:
    http://www.facebook.com/AmorAcordadoBlog?ref=hl
    Passa lá para o almoço do dia dos pais...kk

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  25. Um luxo o visual do seu espaço.

    PArabéns.

    ResponderExcluir
  26. Um luxo o visual do seu espaço.

    PArabéns.

    ResponderExcluir
  27. Amiga querida que texto lindo e inteligente, me senti melhor o lendo. Como uma carnívora me senti um pouco oprimida por ser, claro que aos poucos estou diminuindo a carne vermelha por motivos de saúde, uma dieta mais natureba, sente-se a diferença no corpo, na saúde.
    Adorei sua visita.
    Beijinhos.

    http://eternamentevv.blogspot.com.br/2012/08/segunda-blogagem-coletiva-vegetarismo-e.html

    ResponderExcluir
  28. Escolhas pessoais ou copiadas de outros modos de vida.
    Que cada pessoa faça as suas escolhas sem com isso prejudicar terceiros.

    Sou a favor de uma alimentação equilibrada.
    O mundo está feito assim e deveremos respeitar as diferenças.

    ResponderExcluir
  29. Gostei muito da sua participação e sinceridade, especialmente para consigo mesma, nesta blogagem coletiva.

    Cada qual tem seu tempo, seu ritmo, suas crenças, cada um tem que seguir o que lhe faça sentir bem, confortável, coerente consigo, sempre.

    Cada um viva de acordo com suas escolhas, sem imposições, sem radicalidades, mas sempre com consciência, equilíbrio e muito respeito uns para com os outros.

    Feliz semana querida, beijos,
    Valéria

    ResponderExcluir
  30. Centelha obrigada por seu comentário, de verdade, vc falou pouco sobre sua experinência , mais isso não tira o brilho do seu texto, devemos respeitar sim a opiniões de todos, ser ou não ser não define o ser humano, cada um caminha como pode e como quer e devemos respeitar isso.
    Meu caminho até o vegetarianismo ainda falta muito, mais acredito que vou chegar lá e quando chegar acredito que meus filhos me seguirão, meu marido não, pois ele não trocaria seu churrasco por salada nenhuma, mas é assim, respeito e respeito... Bjs
    Ficando por aqui, amei suas postagens...=D

    ResponderExcluir
  31. achei seu texto claro, elucidativo e honesto. vc escreveu de uma forma leve e prendeu a atenção para seus argumentos. gostei! obrigada pela visita ao meu blog!

    ResponderExcluir
  32. Minha amiga! Concordo com tudo que você escreveu e assino embaixo! Me posiciono exatamente como você em relação ao assunto em questão! Excelente participação na BC! Um abençoado início de semana!
    Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/


    ResponderExcluir
  33. Estaremos sempre em busca do equilíbrio querida. Sua postagem é muito abrangente mesmo. Obrigada pelas palavras de carinho.
    Bjs

    ResponderExcluir
  34. Oi Lú
    Eu não sou vegetariana, muito menos vegana, não tenho a menor intenção de mudar meu estilo de vida, aliás tenho uma amiga que é vegana, ela até discutiu comigo, eu dei risada kkkk, porque uma picanha mal passada é muito gostosa, mas vc minha amiga escreveu um belo texto, talvez a fonte que vc utilizou esteja "viciada" porque a minha amiga vegana me disse a mesma coisa, que o ser humano não precisa de carne, eu não concordo particularmente, e digo mais, minha sobrinha era vegetariana, quando ela engravidou, o médico disse que se ela pensava no bebê, ela teria que deixar de ser vegetariana, então não é bem assim. Mas eu gostei do seu texto, não é radical, eu já fui radical em outra área, não é bom.
    Bjão querida amiga. Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  35. Olá!Boa noite!
    Tudo bem, Maria Centelha?
    ah tá...BC ...já comentei acima!
    Então, já vou ...obrigado pelo carinho da visita!
    Boa semana!Muita paz e luz!
    Beijos
    fui...volto logo!

    ResponderExcluir
  36. Olá cara amiga, bom dia!
    Uma novidade te espera no meu blog. Dê uma olhada, e quem sabe desperte seu interesse lhe motivando a participar, o que será, pra mim, uma honra.
    Um abraço e até mais!

    ResponderExcluir
  37. Polêmico isso e dá margem para pensar e pensar... é disso que eu gosto num post. Sugiro que mais adiante faça nova publicação desse tema que certamente vai notar mudanças, pois estamos em constante mutação.
    É tão difícil encontrar o ponto x de equilíbrio. Penso que o meio termo em alimentação já seja um ótimo caminho.
    Beijos!
    Theka.
    http://comigomesmasim.blogspot.com.br/2012/08/1-minuto-valioso.html

    ResponderExcluir
  38. Boa tarde, Maria Lúcia.
    Excelente texto, acho que você conseguiu chegar ao centro da questão de ser ou não ser vegetariano/vegano.
    Todos os lados desta discussão possuem argumentos coerentes, o que nos leva a conclusão que tudo é uma questão de escolha e conscientização.
    Comer um belo bife muitos querem, mas saber como o animal que o originou sofreu ninguém quer.
    Comer carne é escolha, e não necessidade.
    Abraço, Maria Lúcia.

    ResponderExcluir
  39. Querida amiga

    Quando as palavras
    encontram sentimentos
    que fazem com que elas
    encontrem seus sentidos,
    nossa vida se enfeita
    com as cores da esperança.

    Obrigado por sua amizade.

    Aluísio Cavalcante Jr.

    ResponderExcluir
  40. Oi Lu,

    Boa noite! Demorei a aparecer porque a semana está sendo daquelas.

    Já fiquei sem comer carne durante alguns anos e tudo se devia mesmo a questão de vaidade. No período fiquei com o cabelo fraco e anemia que depois o médico controlou com substitutos.

    Então percebo que a carne tem um pepel na nossa vida, embora hoje esteja tentada a substituir a ingestão em decorrência de entender essa questão dos animais. Estou tentando.

    E parabéns porque você escreveu de forma clara, lúcida e elucidativa a questão.

    Beijos e saudades de ti querida e maravilha da minha vida.

    Ah beijos também na Lu e na Rafinha.

    ResponderExcluir
  41. Passando pra ver como estás.... e desejar quinta e sexta-feiras iluminadas!
    Um abençoado e feliz final de semana!
    Obrigada pelo carinho e pelo comentário gentil!
    Posso pedir teu voto pra minha gatinha
    Praguinha Nenê, que está participando
    do 6º Concurso Animal Virtual e já está
    lá no blog?
    Abraço fraterno e carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  42. Olá.
    Legal, gostei muito,parabéns.
    Divulgue seu blog no Portal Teia,é grátis e rápido.
    Se interessar é só dar uma passadinha lá.
    Até mais

    ResponderExcluir
  43. Saudações!

    Já pensou em vender camisas com desenhos alusivos ao VEGETARIANISMO no seu blogue?

    A Loja Virtual VISUAL iD25 está lançando camisas positivas com modelos sofisticados e elegantes em:

    www.visual-id25.webnode.com/camisas/

    Os Temas:

    - Positivas
    - Espirituais
    - Vegetarianismo
    - Natureza
    - Paz
    - ... e muito +.

    Entre em contato conosco,
    saiba como vender nossos produtos no seu blogue
    ganhando renda extra!!!

    E-mail: visual.id25@gmail.com
    Facebook: https://www.facebook.com/DanielSimoesVisualiD25?ref=tn_tnmn

    Vendemos à unidade, ou à quantidade (preços especiais nesta última para revendedores).
    Visite a coleção diretamente a nossa loja virtual em
    http://visual-id25.webnode.com/camisas/

    Esta loja está incorporada no site da VISUAL iD25 – Identidade Visual e Artes Gráficas
    http://visual-id25.webnode.com/

    Paz, Sucesso e Prosperidade

    ResponderExcluir
  44. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  45. Não tem como ficar entre a exploração dos animais e a proteção. Ou você explora ou protege. Não vejo você no meio do caminho, vejo uma progressão para o vegetarianismo ou veganismo. Apenas falta vencer algumas barreiras. Depois do Manifesto da Consciência Animal, onde os maiores neurocientistas do mundo declararam que todos os animais que possuem cérebro e sistema nervoso são capazes de pensar e terem consciência (além das emoções), depois, também do Conselho de Nutrição declarar que a alimentação vegetariana é perfeitamente adequada ao ser humano. O PROCESSO DE LIBERTAÇÃO ANIMAL não tem como voltar. Seja vegetariano ou vegano, faz sentido! Desobstrua sua mente da dor e do sofrimento dos animais mortos desnecessariamente, apenas para suprir um interesse financeiro do agronegocio. Não vivemos mais em cavernas, não andamos mais de cavalo, não somos leões então porque justificar o consumo de carne (sempre foi assim). Evolução do cérebro? Hoje os leões, onças ... estão dando aula pra gente na universidade? (com um cérebro bem desenvolvido), afinal eles consomem muita carne!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua presença e comentários
são PRECIOSOS pra mim!
Obrigada!

BJossss