domingo, 25 de março de 2012

FOSSE ESSE UM POEMA DE AMOR







...fosse este um poema de amor teria
as palavras pronunciada por ti ecos 
do teu jeito de ser poesia 
do teu pensar...



...Fosse um rio 
em meio a mata verdejante teria
a correnteza do teu olhar
que se junta ao meu 
nas profundezas de amar
na cumplicidade dos amantes...



...Fosse a mais bela escultura teria
o contorno dos teus olhos
esculpidos pelo cinzel da Primavera 
"sempre-vivas" em muitas Eras...



...Fosse uma taça de cristal teria
da tua boca o sabor igual
ao vinho envelhecido 
no requinte dos toneis
p'ra entornar na minha língua 
sedenta de amor...



fosse tu a quem tanto espero
virias fazer o amor acontecer
em nossos corpos em sutil exagero
 sem se importar onde um termina 
e o outro começa!




Maria Lucia (Centelha Luminosa)